Final frontier – Buell BR – Ushuaia 2012 – 9 Parte

  • Dia 17 – Puerto San Julian – Comodoro Rivadávia: 426 KM

    Oficialmente é o dia que começa o retorno para o Brasil, acordamos cedo e com as motos preparadas, iniciamos o nosso regresso e já havíamos definido como ponto de pit stop para troca dos pneus do Sueden e do Dudu em Trelew pois o máximo que eles chegam é até Bahia Blanca e olhe lá! Realmente o vento fez uma diferença enorme em nossos cálculos de durabilidade dos pneus que no meu caso reduziu a vida útil dele em 50% e a do Sueden e Dudu em 30%.
    Já na estrada, o frio e o vento continuavam sendo nossos companheiros de viagem e num trecho percebi que as mudanças de marcha estavam ficando difíceis, principalmente nas ultrapassagens quando reduzimos até chegar no ponto que ficou inviável trocar de marcha, parei já desanimado pensando em algo pior, discos da embreagem, cambio, etc… investigamos o nível de óleo da primária e tudo ok e enquanto fechada a tampa o Dudu percebeu que o pedal de cambio estava meio duro, passamos um WD40 e percebemos que ele ficou mais solto, resolvemos prosseguir viagem e era isso mesmo, sujeira na bucha a ponto de travar e dificultar a troca de marchas.
    Em Comodoro Rivadávia outra surpresa, desta vez a moto do Sueden, a embreagem travou, discos colados! Ligamos para o Arthur da Ride’n’Roll que prontamente me atendeu e passou as dicas para “descolar” os discos da embreagem. Procedimento realizado, o Sueden saiu para testar e enquanto eu e o Dudu esperávamos ele e o Bosco voltarem, passa uma Buell que identificamos pelo ronco da Jardine, levantamos o braço para ver se ele parava para passar dicas para troca de pneu e se necessário resolver o problema da embreagem.
    Assim conhecemos mais um Bueller Argentino, Annibal, proprietário de uma XB12S’09, como vocês podem ver pelas fotos, atencioso passou as dicas de oficina em Comodoro Rivadávia, MotoSur (procurar pelo mecânico Diego) e nisso os dois voltaram, continuamos batendo papo e nos despedimos dele porque resolvemos pernoitar nesta cidade para prosseguir viagem no próximo dia.
    No hotel, fizemos um ajuste fino na embreagem do Sueden e ele voltou ao normal, segundo ele, melhor do que quando ele saiu de Curitiba! Valeu a Dica e a orientação Arthur, show de bola!
    Fizemos uma caminhada para conhecer a cidade e os preparativos para comemorar os 30 anos das Malvinas que se estende até amanhã segunda-feira que é um feriado e alteramos o roteiro de volta para troca de pneus em Bahia Blanca na quarta-feira.
    By Ito
    Fotos: Ito

    Dia 18 – Comodoro Rivadávia – Bahia Blanca: 1.100 KM

    Começamos nossa motokada de retorno bem cedo saindo do hotel as 07:45hrs as 08:00hrs as motos já estavam abastecidas e pegando a estrada com o sol nascendo sendo que em Trelew iríamos decidir se iríamos prosseguir até Bahia Blanca ou não.
    Foi um dia de paradas rápidas para abastecimento e pit stop, pois o objetivo hoje era rodar o máximo possível e assim fomos sem ocorrências graves que impedissem o prosseguimento da viagem.
    Chegamos em Trelew e acabamos optando por ir até Bahia Blanca pois o dia ainda estava claro e Os Quatro Cavaleiros de Ulysses dispostos e com folego porque o Dudu e o Sueden tinham que trocar os pneus para prosseguirmos viagem.
    Foram 12 horas entre paradas e estrada sendo que 9 horas foram só de estrada totalizando 1.100 KMs de motokada, a primeira para os quatro, cansados mas felizes com o objetivo alcançado acompanhando o dia nascer e se por na estrada finalizando o dia com a lua crescente iluminando a estrada! :)
    Chegamos no hotel praticamente as 19:45hrs e prosseguimos com o procedimento de praxe do dia a dia, check in, banho e sair para jantar!
    Hoje devido a correria ficamos sem fotos.
    By Ito

    27,abr,2012 | alex | Sem Comentário | Tags:, ,

Sobre o Autor

Ricardo Alex

Deixe seu comentário

* Nome, Email e comentário são obrigatórios