Segurança no Trânsito – Parte 2.

  • Direção defensiva ou direção segura é a melhor maneira de dirigir e de se comportar no trânsito, porque ajuda a preservar a vida, a saúde e o meio ambiente. Mas, o que é a direção defensiva? É a forma de dirigir que permite a você reconhecer antecipadamente as situações de perigo e prever o que pode acontecer com você, com seus acompanhantes, com o seu veículo e com os outros usuários da via.

    Para isso, Você precisa aprender os conceitos de direção defensiva e usar esse conhecimento com eficiência. Dirigir sempre com atenção, para poder prever o que fazer com antecedência e tomar as decisões certas para evitar acidentes.

    A primeira coisa a aprender é que acidente não acontece por acaso, obra do destino ou por azar.

     Na grande maioria dos acidentes, o fator humano está presente, ou seja, cabe aos condutores e aos pedestres uma boa dose de responsabilidade. Toda ocorrência trágica, quando previsível, é evitável.

    Os riscos e os perigos a que estamos sujeiros no trânsito estão relacionados com:

    • Os veículos;

    • Os condutores;

    • As vias de trânsito;

    • O ambiente;

    • O comportamento das pessoas.

    Vamos examinar separadamente os principais riscos e perigos.

    O veículo

    Seu veículo dispõe de equipamentos e sistemas importantes para evitar situações de perigos que podem levar a acidentes, como freios, suspensão, sistema de iluminação, sinalização, pneus e outros.

    Manter esses equipamentos em boas condições é importante para que eles cumpram suas funções.

    Manutenção periódica e preventiva

    Todos os sistemas e componentes do seu veículo se desgastam com o uso. O desgaste de um componente pode prejudicar o funcionamento de outros e comprometer sua segurança. Isso pode ser evitado, observando a vida útil e a durabilidade definida pelos fabricantes para os componentes, dentro de certas condições de uso.

    Para manter seu veículo em condições seguras, crie o hábito de fazer periodicamente a manutenção preventiva. Ela é fundamental para minimizar o risco de acidentes de trânsito. Respeite os prazos e as orientações do manual de instruções do veículo e, sempre que necessário, consulte profissionais habilitados. Uma manutenção feita em dia evita quebras, custos com consertos e,  principalmente acidentes.

    Funcionamento do veículo

    Você pode observar o funcionamento de seu veículo seja pelas indicações do painel ou por uma inspeção visual simples:

    • Combustível: veja se o indicado no painel é suficiente para chegar ao destino;

    • Nível de óleo do freio, do motor e câmbio: observe os respectivos reservatórios, conforme o manual de instruções do veículo;

    • Água do radiador: nos veículos refrigerados a água, veja o nível do reservatório de água;

    • Funcionamento dos faróis: verifique visualmente se todos estão acendendo (luzes baixa e alta);

    • Regulagem dos faróis: faça por meio de profissionais habilitados;

    • Luzes indicativas de direção, luz de freio: inspeção visual.

    Pneus

    Os pneus têm três funções importantes: impulsionar, frear e manter a dirigibilidade do veículo.

    Confira sempre:

    • Calibragem: siga as recomendações do fabricante do veículo, observando a situação de carga (vazio e carga máxima). Pneus murchos têm sua vida útil diminuída, prejudicam a estabilidade, aumentam o consumo de combustível e reduzem a aderência ao piso com água.

    • Desgaste: o pneu deve ter sulcos de, no mínimo, 1,6 milímetro de profundidade. A função dos sulcos é permitir o escoamento da água para garantir perfeita aderência ao piso e a segurança, em caso de piso molhado.

    • Deformações na carcaça: veja se os pneus não têm bolhas ou cortes. Essas deformações podem causar um estouro ou uma rápida perda de pressão.

    • Dimensões irregulares: não use pneus de modelo ou dimensões diferentes das recomendadas pelo fabricante, para não reduzir a estabilidade e desgastar outros componentes da suspensão.

    Você pode identificar outros problemas de pneus com facilidade. Vibrações do guidão indicam possíveis problemas com o balanceamento das rodas. Veículo “puxando” para um dos lados indica um possível problema com a calibragem dos pneus ou até mesmo problemas com rolamentos. Tudo isso pode reduzir a estabilidade e a capacidade de frenagem do veículo.

    Fonte: Curso de Direção Defensiva, Fundação Carlos Chagas.

    Texto adaptado.

    Equipe Bros & Bikers

     


    04,abr,2012 | alex | Sem Comentário | Tags:

Sobre o Autor

Ricardo Alex

Deixe seu comentário

* Nome, Email e comentário são obrigatórios