YAMAHA XVS 950 Midnight Star

  • Leandro Lodo

    Apresentada no fim de 2008 no Salão da Motocicleta de Colônia, na Alemanha, a Yamaha XVS 950 Midnight Star substituiu a sua antecessora de média cilindrada, a Drag Star XVS 650. No Brasil desde maio de 2009, essa motocicleta reúne atributos de uma legítima estradeira somada a um moderno visual, seu maior trunfo na disputa entre as customs.

    Com preço público sugerido de R$ 29.990, a XVS 950 Midnight Star é a única custom oferecida pela marca dos três diapasões. Seu preço está na média das concorrentes Kawasaki Vulcan 900 (R$ 31.990), Suzuki Boulevard M800R (R$ 31.900), Honda Shadom (R$ 28.880 – versão standard) e as Harley 883 Roadster (R$ 27.850) e Iron 883 (R$ 29.400).

    Por ter quadro tipo berço duplo em aço longo e baixo, banco bipartido e pedaleiras paralelas ao solo, a posição de pilotagem é bastante confortável. Mas se por um lado as pedaleiras trazem conforto, por outro elas atrapalham, nem pense em fazer curvas acentuadas, as pedaleiras raspam facilmente. O garupa também fica posicionado de forma confortável, mas não tem onde se segurar além do piloto.

    Relembrando as antigas customs, a Yamaha XVS 950 Midnight Star traz muitas peças cromadas como piscas, partes do motor, escapamento, aro do farol, painel e retrovisores. Em relação a este último item, pilotos mais altos terão um pouco de dificuldade em conseguir uma boa visão, além de serem baixos, os retrovisores não permitem um bom ângulo de ajuste.

    Mantendo seu lado retrô, o painel de instrumentos fica localizado em cima do tanque, onde temos um velocímetro analógico, seis luzes espia e uma pequena tela multifuncional de LCD com relógio, hodômetro total, dois trip e fuel trip, que podem ser facilmente modificados através de dois botões localizados próximos a manopla direita, bem diferente do habitual onde temos os botões no próprio painel.

    O motor de 942 cm3, com sistema de injeção eletrônica de combustível, OHC de dois cilindros em “V”, refrigerado a ar é capaz de gerar 53,6 cv a 6.000 rpm. Comum entre as customs, os motores refrigerados a ar passam mais calor ao piloto do que aqueles com refrigeração líquida, porém a Yamaha XVS 950 Midnight Star não passa tanto calor ao piloto e nem mesmo ao garupa.

    Seu torque máximo de 7,83 kgf.m a 3.000 rpm garante boas arrancadas e ótimas respostas em baixa e média rotação, mesmo com o peso seco de 261 Kg. Já em alta rotação, as respostas são mais sutis, porém podemos realizar boas ultrapassagens e com bastante segurança. A transmissão final, feita por correia dentada, além de ser mais silenciosa ainda promove um ótimo custo benefício por ter uma baixa manutenção.

    Com apelo esporte, esta custom tem escapamento longo de uma única saída e rodas de liga leve aro 18” na dianteira e 16” na traseira. Permitindo uma boa frenagem, seu conjunto de freios é formado por disco simples de 320 mm na dianteira e outro disco simples de 298 mm na traseira.

    Um item que surpreende, principalmente nas motocicletas japonesas e que deixam a desejar nas americanas, é o conjunto de suspensão. As bonitas bengalas da dianteira com curso de 135 mm, somada a um monoamortecedor traseiro de 110 mm de curso, formam um conjunto de suspensão incrível que acompanha facilmente as imperfeições do asfalto.

    O câmbio é um interessante item na Yamaha XVS 950 Midnight Star. Formado por cinco velocidades, sua alavanca difere da maioria dos outros modelos. Ao invés de utilizarmos apenas a ponta do pé para realizarmos as trocas, nesta custom nós colocamos a primeira marcha para baixo com a ponta do pé (como de costume) e as demais para baixo também, mas com o calcanhar. Diferente e confortável, você não suja a parte de cima do calçado!

    Item indispensável em viagens é sabermos a autonomia da moto, principalmente quando não temos marcador de combustível, apenas o Fuel trip – aviso de quando a moto entra na reserva. Entre perímetro urbano e estradas, a Yamaha XVS 950 Midnight Star fez uma média de 16,75 km por litro de combustível, considerando que seu tanque tem 17 litros, você tem uma autonomia de aproximadamente 300 km, nada mal para uma motocicleta de 950cc.

    A Yamaha XVS 950 Midnight Star ou a “Estrela da Meia Noite” reúne atributos de uma legítima estradeira somada a um moderno visual e sem dúvida ter uma destas na garagem é um ótimo motivo para curtir uma viagem admirando a paisagem.

    O jornalista usou nos testes capacete, jaqueta, calça e luvas Joe Rocket e botas Tutto Moto, que podem ser encontrados nas lojas Nacar Motorcycles e no site www.nacar.com.br

    GOSTAMOS

    Suspensão
    Conforto
    Design

    NÃO GOSTAMOS

    Pedaleiras
    Falta de marcador de combustível
    Falta de apoio do garupa

    Serviço

    Cotação de Seguro (*)
    R$ 1.981,02 (à vista)
    R$ 2.757,42 (franquia)

    (*) Perfil médio: Homem, 25 a 35 anos, casado, sem filhos, com garagem em casa e no trabalho, morador de São Paulo e com residência em região razoável (zona sul ou zona oeste, por exemplo).
    Agradecimento

    Cycle Assessoria e Corretora de Seguros

    Fone: (11) 3159-0733
    www.cycleseguros.com.br

    FICHA TÉCNICA
    Motor 4 tempos, OHC, dois cilindros em “V”, refrigerado a ar, 8 vávulas
    Potência máxima: 53,6 cv a 6.000 rpm
    Torque máximo: 7,83 Kgf.m a 3.000 rpm
    Diâmetro x curso: 85 mm x 83 mm
    Capacidade cúbica: 942 cm³
    Sistema de alimentação: Injeção Eletrônica de Combustível
    Taxa de compressão: 9.0:1
    Sistema de partida: Elétrica
    Câmbio: Cinco velocidades
    Transmissão final: Correia dentada
    Capacidade do tanque: 17 litros
    Chassi: Berço duplo de aço
    Suspensão dianteira: Garfo Telescópico, com 41 mm de diâmetro e 135 mm de curso
    Suspensão traseira: Monoamortecedor com 110 mm de curso
    Freio dianteiro: Disco simples de 320 mm
    Freio traseiro: Disco simples de 298 mm
    Pneu dianteiro: 130/70 x 18 M/C 63H
    Pneu traseiro: 170/70B x 16 M/C 75H
    Dimensões (C X L X A): 2435 mmX1.000 mmX1.080 mm
    Distância entre-eixos: 1685 mm
    Altura do assento: 675 mm
    Altura do solo: 145 mm
    Peso seco: 261 Kg
    Cores: Preta e Vermelha com gráficos estilizados
    PREÇO: R$ 29.990 à vista e não inclui despesas com frete e seguro

     Fotos: Paulo Souza

    Fonte:
    Equipe MOTO.com.br


    01,jul,2012 | alex | Sem Comentário | Tags:

Sobre o Autor

Ricardo Alex

Deixe seu comentário

* Nome, Email e comentário são obrigatórios